comitiva ii

LISTA: Após mais de 40 dias na seca, Mato Grosso do Sul tem chuva de 37 milímetros

Previsão ainda destaca chance de volume na região pantaneira

Por Karina Campos em 09/07/2024 às 12:02:46

(Nathalia Alcântara/Jornal Midiamax)

Após quase dois meses em estiagem, Mato Grosso do Sul, finalmente, marcou chuva de volume significativo nas últimas 24h. Os dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) apontam volume de 37,8°C em Maracaju.

O ameno não chega à região norte e bolsão do Estado, que permanece apenas com temperaturas mais amenas. Sendo assim, a condição é favorecida pela passagem da frente fria, que aumenta a nebulosidade e chance de chuvas.

Além de Maracaju, também tiveram alto volume de chuva as cidades de Rio Brilhante (31,4 mm), Nova Andradina (30 mm) e Angélica (25,6 mm).

Em Campo Grande, que não marcava chuva desde o dia 24 de maio, os milímetros chegaram a 6,6 na estação da Vila Santa Luzia. Em Corumbá, a chuva deve amenizar os focos de calor. Entretanto, a Cidade Branca pontuou apenas 0,2 mm nas últimas horas.

Confira a lista das mais chuvosas

  • Maracaju – 37,8 mm
  • Rio Brilhante – 31,4 mm
  • Nova Andradina – 30 mm
  • Angélica – 25,6 mm
  • Ivinhema – 22,6 mm
  • Bonito 22,4 mm
  • Jardim 19,2 mm
  • Itaporã – 12,6 mm
  • Dourados 10,2 mm
  • Nova Alvorada do Sul – 10,2 mm
zoom
Imagens de satélite mostram aumento de nebulosidade (Zoom Earth)

Aumento de nebulosidade

O Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) informa que há previsão de mudanças no tempo, com muita nebulosidade e condições para chuvas em Mato Grosso do Sul. Com isso, deve ser registrado pequena amplitude térmica devido ao avanço do ar frio e, além disso, a alta nebulosidade favorece ainda mais a sensação de frio.

Contudo, as imagens de satélite do Zoom Earth mostram o aumento da nebulosidade, que cobre todo o Estado nesta manhã.

Fonte: Mídiamax

Comunicar erro
no

Comentários

comitiva