aa

Morte na estrada deixa família despedaçada: 'queria que fosse só um pesadelo'

Bruno José de Almeida morreu aos 22 anos em um capotamento na BR-267, em Maracaju

Por Dayane Medina em 04/04/2024 às 14:08:25

Bruno contrabandeava cigarros, quando sofreu o acidente - Crédito: Reprodução Maracaju Speed/Rede social

O acidente que termincou com a morte de Bruno José de Almeida Santos, 22 anos, deixou a família em pedaços, nesta quarta-feira (3). A vítima morreu durante um capotamento na BR-267, em Maracaju, enquanto transportava cigarros contrabandeados.

Primos, tios e outros familiares, compartilharam registros e lembranças ao lado de Bruno.

Cheias de sentimentos, as despedidas comoveram e mostraram o quanto os familiares e amigos estão em pedaços com a tragédia.

"Fui pego de surpresa, meu amigo vai em paz e que Deus conforte o coração de seu pai zezin, sua mãe, irmã e todos os seus familiares. Que perda, vai deixar muita saudade", despediu um jovem.

"Queria q tudo fosse só um pesadelo e q quando acordasse hj teria a certeza q ficaria só no sonho", desabafou uma parente.

O corpo de Bruno está sendo velado por parentes e amigos no memorial Pax Ivinhema, e seu sepultamento será nesta quinta-feira (4) às 14h.

Acidente

Bruno foi ejetado do veículo durante o capotamento, após ele colidir um animal na rodovia. Ao lado do carro foi notado a presença de algumas caixas de cigarro.

A ocorrência configurou como um contrabando e o DOF passou a comandar as investigações. A PRF (Polícia Rodoviária Federal) também esteve no local por se tratar de um acidente em rodovia federal.

A Polícia Civil e a Polícia Científica também estiveram no local para fazer os levantamentos de praxe. O caso na delegacia foi registrado como sinistro de trânsito com vítima fatal provocado pela própria vítima.

Fonte: Topmidianews

Comunicar erro
no

Comentários

comitiva